Terapias

 

Estimulação Cognitiva

Na estimulação cognitiva trabalham-se funções nervosas superiores que julgamos com potencial de serem reabilitadas. Através do recurso á musicoterapia, a estimulação cerebral é amplamente potenciada.

 

São inúmeros os benefícios da musicoterapia para as doenças neurológicas. Segundo a American Music Therapy Association, a musicoterapia é uma “forma especial de terapia que utiliza a música como base de tratamento e reabilitação”.

A música possui uma capacidade única de acessar sistemas afetivos, motivacionais e de memória no cérebro. Devido sua estrutura em ritmo, compasso e melodia, que funde um sistema organizado a um componente emocional e intuitivo, ela é capaz de aprimorar os processos de:

  • Percepção
  • Cognição
  • Linguagem
  • Aprendizagem motora
  • Motivação para atividades de reabilitação.

Benefícios da Música e Musicoterapia para o Cérebro

música é uma linguagem universal, artística, que está presente em toda a história da humanidade. Também é utilizada desde tempos antigos para:

  • Meditação
  • Relaxamento
  • Prazer
  • Expressão de alegria
  • Tristeza
  • Encorajar os passos de soldados rumo à guerra.

Além disso, a música desempenha um importante papel na socialização e coletividade da espécie humana e ainda se desdobra em outras atividades artísticas criativas como a dança.

Na medicina, a música pode ser usada como uma modalidade complementar para acessar funções cerebrais indisponíveis por meio de estímulos não musicais. , a musicoterapia é a ciência que se dedica a reabilitação de doenças neurológicas e psiquiátricas por meio de estímulos musicais. Processos cerebrais ativados pela influência da música podem ser generalizados e transferidos para funções não musicais.

Portanto, na prática clínica, exercícios terapêuticos de musicoterapia podem ser realizados para:

  • Dar início, sinalizar e coordenar movimentos
  • Regular as funções fisiológicas e comportamentais
  • Melhorar a linguagem
  • Melhorar o humor
  • Aumentar a motivação.

Em neurologia, a musicoterapia é uma forma de estimulação cerebral utilizada no tratamento de:

  • Acidentes vasculares cerebrais
  • Lesões cerebrais traumáticas
  • Demência de Alzheimer
  • Doença de Parkinson
  • Outros déficits motores e cognitivos.

Estudos de resultados clínicos fornecem evidências da superioridade significativa da reabilitação com música sobre sua realização sem música.