A introdução da Musicoterapia nas Universidades Sénior, constitui uma mais valia no aquisição e manutenção de competências funcionais ,promotoras da saúde geral dos indivíduos.

A música está presente nas nossas vidas desde que nos conhecemos como seres humanos, permeando as nossas histórias, memórias e emoções. A música utilizada com objetivos musicoterapêuticos trabalha com a promoção da saúde e do bem-estar com o público em que se atua, através da harmonia, melodia, ritmo e timbre, dentro das experiências musicais, proporcionando espaços para a expressão, criatividade, estimulação de aspectos cognitivos, sociais, culturais e espirituais.