Terapia do Som utiliza o som e a  vibração dos instrumentos para regeneração celular profunda para melhorar a saúde e o bem-estar.   É especialmente indicada para quem pretende ter momentos de tranquilidade, quietude e cuidar-se de forma integral.

Com o som harmónico e vibração,  as células recebem uma programação saudável despertando o seu sistema de memória para a auto-regeneração e para a harmonia física, mental e  emocional.

” É a escuta que dá sentido à fala”

Tipos de ouvinte

Indivíduos que se deparam com o mesmo estímulo musical podem assumir uma posição diferente ao ouvir sons. É por esta razão que podem ser observados os seguintes tipos de ouvinte (Botella e Gimeno, 2015):

  • Ouvinte totalmente consciente.

Corresponde às pessoas que não perdem detalhes dos estímulos que lhes são apresentados. Geralmente, os músicos profissionais pertencem a este grupo.

  • Bom ouvinte.

São indivíduos que valorizam a música com fundamento e levam em consideração o seu valor, por isso não se orientam apenas pelos seus gostos pessoais. No entanto, eles não estão totalmente cientes das implicações técnicas e estruturais da música.

  • Ouvinte cultural.

Corresponde a sujeitos que respeitam a música como bem cultural e a valorizam socialmente. Portanto, são ouvintes que possuem conhecimentos sobre música, principalmente elementos biográficos e conhecimento do relato musical, mas que não possuem a capacidade dos anteriores.

  • Ouvinte emocional.

São indivíduos estimulados pela música, criando associações mentais, e suas experiências musicais aproximam-se do vago devaneio e da sonolência.

  • Ouvinte sensual.

Tem a ver com quem escuta música por puro entretenimento, sem outra finalidade senão para desfrutar.

  • Ouvinte indiferente. Ocorre em indivíduos indiferentes e passivos à música, não dão importância.
  • Ouvinte hedonista.
  • Corresponde àqueles que buscam o prazer sensorial por meio da música, mas não se aprofundam nela.

  • Ouvinte espiritual.
  •  Ocorre em sujeitos que vão além da mera ação de ouvir. Eles apreciam a música levando em consideração as emoções que ela produz e o seu potencial para mudar o humor.
  • Ouvinte intelectual.
  • Destacam-se por serem pessoas que desejam penetrar na composição musical, principalmente na sua análise. Eles pretendem, obter um gozo intelectual pelo meio da sua compreensão.